terça-feira, 8 de maio de 2012

Empresário reclama de falta material de higiene em velório

O empresário Davison Vaz, de 37 anos, afirmou ontem que faltou material de higiene no Velório do Parque Gramado no domingo quando seu pai foi velado no local. Segundo ele, além de toalha de papel para enxugar as mãos, também faltou sabonete durante todo o dia. De acordo com o empresário, familiares reclamaram com funcionários durante o funeral, mas, não obtiveram respostas sobre o problema. Ontem, a Prefeitura de Americana não se manifestou. "É lamentável um velório novo como esse, cujo investimento foi alto com dinheiro público, faltar papel - que é algo tão básico. Muitas pessoas precisaram de papel e sabonete para lavar as mãos e não encontraram", afirmou Vaz, indignado. Para ele, ao invés de investir em um prédio apenas bonito, a Administração deveria pensar primeiro no bem estar dos familiares que ficam horas no velório. "É o básico. Não pode faltar material de higiene em um local público", disse. Caro Com um investimento de R$ 1,3 milhão, as obras de revitalização do local tiveram como objetivo, segundo a Prefeitura, humanizar os espaços e acolher as famílias em uma hora difícil. No Velório do Parque Gramado foi realizada a adequação e reforma dos sanitários, cozinha e administração; reforma de quatro salas de velórios; pintura total da área (750 m²); substituição das janelas e implantação de quiosques para os permissionários do local. As obras foram entregues em abril do ano passado. Questionada, a Prefeitura não se manifestou. 9841906AB3B

Nenhum comentário: