terça-feira, 8 de maio de 2012

Fim do prazo para Título de Eleitor lota os cartórios

O movimento nos cartórios eleitorais da RPT (Região do Polo Têxtil) aumentou nos últimos dias, às vésperas do fim do prazo para que maiores de 16 anos tirem a primeira via do Título de Eleitor ou façam a transferência de domicílio para a cidade onde moram, que termina amanhã. Para atender à demanda, todos os cartórios eleitorais do Estado de São Paulo funcionam em horário especial desde o dia 1º, das 8 às 18 horas. Segundo Rejane Medeiros Kfouri, chefe do Cartório da Zona Eleitoral 362, em Sumaré, quem não se alistar, não poderá votar eleição deste ano, em novembro, e os eleitores que não fizerem a transferência serão obrigados a votar no município onde estão cadastrados. Rejane Kfouri disse que o movimento nos últimos dias aumentou em comparação com o mês passado, mas deixa a desejar se comparado ao mesmo período 2010, quando foram realizadas eleições para a Presidência, governos estaduais, assembleias e para o Congresso Nacional. "Acredito que o movimento esteja atípico em comparação a 2010. Nesse ano creio que tenha diminuído o movimento porque caiu a migração (de eleitores) e também devido às campanhas de alistamento que foram realizadas nos últimos anos", afirmou. Até ontem foram realizados 1.814 atendimentos a eleitores nas zonas eleitorais 362 e 230, ambas de Sumaré, com dados de maio. O número supera o total de requerimentos de janeiro (1.262), fevereiro (1.060) e março (1.568) e, mesmo a um dia do fim do prazo, deve ultrapassar também os 2.567 de abril. Em Americana o movimento foi intenso ontem à tarde no Cartório da 394ª Zona Eleitoral, com atendimento a 141 eleitores - número próximo do recorde registrado neste ano, no último sábado, com 149. "Nossa média nos últimos meses era de 50 atendimentos diários e, desde o começo de maio, dobrou. Acredito que as pessoas já estão deixando para a última hora e filas deverão ser comuns até o fim do prazo", apontou Rogério Hasobe, chefe da unidade. Na 186ª Zona Eleitoral de Santa Bárbara d'Oeste a situação é semelhante em comparação às cidades vizinhas. Na primeira semana de maio, 885 eleitores compareceram ao local para alistamento, revisão e transferência de títulos. Houve 1.016 atendimentos em janeiro, com queda para 766 em fevereiro e acréscimo para 1.073 em março e 1.672 em abril. Os cartórios de Hortolândia e Nova Odessa, além da 158ª zona de Americana, não informaram o balanço até o fechamento desta edição. O eleitor que precisa da segunda via do título pode seguir outros prazos. O requerimento no próprio domicílio eleitoral pode ser feito até 27 de setembro e, caso esteja fora do domicílio, pode requerer o documento até 8 de agosto.]FONTE OLIBERAL

Nenhum comentário: